Você está aqui: Home » Agricultura Ecológica » FAO: O mapa da fome 2014

FAO: O mapa da fome 2014

10620386_849015661784969_153210033545001617_oA FAO (Food and Agriculture Organization of United Nations/Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura) divulgou o relatório Global Sobre Segurança Alimentar de 2014.

A má notícia é que um entre cada 9 habitantes do mundo (805 milhões, 4 vezes a população brasileira) passam fome muito afora. Em muitos países, a situação tem piorado nos últimos anos, devido a instabilidades climáticas, pragas agrícolas ou situações de guerra.

Por outro lado, 25 países melhoraram sensivelmente sua situação nos últimos anos. E, dentre esses 25, um deles merece destaque: o Brasil.

Pela primeira vez na história o Brasil está fora do Mapa Mundial da Fome. Isso indica que menos de 5% da população do país vive em situação de insegurança alimentar (pra ser mais exato, 1,7%). Olha só o que a FAO diz sobre o Brasil:

“Brazil’s Zero Hunger programme, which placed achievement of food security at the centre of the government’s agenda, is at the heart of progress that led the country to achieve both the MDG and WFS targets. Current programmes to eradicate extreme poverty in the country build on the approach of linking policies for family farming with social protection in a highly inclusive manner.”

Em tradução didática:

“O programa Fome Zero no Brasil, que colocou a conquista da segurança alimentar no centro da agenda do governo, é o cerne do progresso que levou o país a alcançar tanto os objetivos do milênio da ONU em relação à fome quanto as metas de erradicação de fome definidas na Cúpula Mundial de Alimentação. Os programas atuais de erradicação da pobreza extrema no país foram construídos dentro da abordagem de ligar as políticas de agricultura familiar com a proteção social de maneira altamente inclusiva.”

Resumindo: o Brasil, nos últimos anos, se tornou um exemplo global no combate à fome. É tão exemplo que a ONU elegeu como diretor da FAO um brasileiro, José Graziano da Silva. E, por mais que ainda tenhamos um monte de coisas erradas na nossa política (e temos, todos sabem), devemos, como brasileiros, ter orgulho da abordagem brasileira em relação ao problema da fome.

É bom ressaltar que essa abordagem tem sido imitada pela maioria dos países da América Latina, e diminuído sensivelmente a fome também nesses lugares.

Pensem nisso da próxima vez em que vocês forem chamar programa social de “Bolsa Esmola”. Forte abraço!

http://www.fao.org/news/story/en/item/243839/icode/

Scroll to top