Você está aqui: Home » Luta Ecológica » Congresso debate a luta ecológica pela defesa do Pampa

Congresso debate a luta ecológica pela defesa do Pampa

Pampa. Foto: Antonio Soler/CEA

Pampa. Foto: Antonio Soler/CEA

A Universidade Federal de Pelotas (UFPel), a Embrapa Clima Temperado e a Fundação Zoobotânica (FZB) estão promovendo, como o apoio do Centro de Estudos Ambientais (CEA), o I Congresso sobre o Bioma Pampa: reunindo saberes, na sede da Embrapa do Monte Bonito, em Pelotas/RS.

O evento tem por objetivo proporcionar uma “discussão sobre modelos de desenvolvimento sustentável para o Bioma Pampa como base para a indução e formulação de políticas diversas, inclusive as públicas”, conforme a Comissão Organizadora.

Hoje (05.10), as 18hs, acontecerá o Painel: O Movimento e a Luta Ecológica no Pampa: Estratégias Comuns, com:

Felipe Amaral, ecólogo (Instituto Biofilia/Santa Vitoria do Palmar);

Cintia Barenho, bióloga, mestre em Educação Ambiental (CEA/Pelota-Rio Grande);

Juliana Schlee, bióloga (GEAN/Arroio Grande)

Elizabeth Diaz (WRM – Movimento Mundial pelas Florestas Tropicais/Montevideo/Uruguai)

Coordenação: Antônio Soler, Advogado Ambientalistas (CEA/Pelota-Rio Grande);

O painel pretende a partir de um diagnostico dos impactos ambientais negativos que o Pampa vem sofrendo por diversas obras e usos, discutir formas de ações que possam combater a degradação desse bioma que ocupa três países (Brasil, Uruguai e Argentina). No Brasil o pampa ocupa uma área de 176.496 km² (IBGE, 2004), correspondente a 63% do território estadual e a 2,07% do território brasileiro. Conforme o MMA, em 2008, só restava  36% da sua vegetação original, sendo o segundo bioma mais devastado do país, atrás apenas da Mata Atlântica (http://ongcea.eco.br/?p=41299)

Para mais informações: http://wp.ufpel.edu.br/pampa/

Scroll to top